Seguidores

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Meu primeiro soutien...


Falar de mim.... Nunca fui uma menina levada. Alias , muito sem gracinha quando criança... Do tipo que ninguem queria... sabe aqueles amores do tempo de 10 anos de idade?? Eu era a ultima das ultimas. Um tipo calado, talvez sofrido... e sempre tinha a cabeça no mundo da lua. Minhas notas eram pessimas... porque a professora falava lá na frente e em apenas 3 minutos, eu já voava por milhoes de lugares... e nunca conseguia captar a droga do Joaozinho comendo as balas dele e dos amiguinhos .. (aula de matemática -Joao comprou 3 balas ganhou uma do Maurinho e ficou com? Um grande egoista este Joaozinhho, isso sim!) ai tinha que fazer o tal do quadradinho... que depois virou X. Eu achava tudo um saco! Um negocio enjoado.. eu queria viajar... nas pessoas, no sol, escorregar no arco-iris, deitar nas nuvens... bailar como os pássaros .. e de repente... nota vermelha e recuperação! Que coisa! ninguém me deixava viver ali... aonde eu realmente queria estar. Depois na adolescencia...a transformação de sem gracinha... pra um bicho do mato... um monstro! Que dureza.,, tudo cresce, tudo doi... o tal do soutien.. que prisao perpetua! Eu ainda queria brincar de correr, fazer xixi atras dos carros... so tinha onze anos e tava lá fadada a usar eternamente aquela armação que apertava tudo.

Ai vieram os amores... os platonicos... estes intocaveis amantes... era o que fazia meu mundo girar e girar de ponta a cabeça... (mais uma vez eu viajava ) e depois a lagarta saiu do casulo e se transformou na borboleta... mas sem as asas adequadas para voar... Tinha sempre um na minha cola me vigiando, me corrigindo e ou me tolindo.
Fui o perfil perfeito de freira... fiz catecismo 2 vezes... adorava rezar as novenas de natal, grupos de orações. Eu brinco muito que tinha tudo pra ser realmente freira ... casi santa.

Porém a vida nao seguiu assim (santa)... e aos 20 anos, fui eu pra um casamento e ganhei um filho de quebra. Até aí tudo bem... eu amava tudo aquilo, o marido, o filho, a condição! Na verdade eu so queria ser isso. Esposa dedicada, amada e mãe feliz. E mais uma vez...tive que pular do meu mundo, pois puxaram o meu tapete... e me jogaram num cruel.. onde todos "furtavam" os outros, os maridos, a carreira,sua energia,os seus sonhos, era um mundo ambicioso e competitivo.Mas ninguem tinha me perguntado se eu tava afim de entrar nesta briga, nesta peleja... Não dava pra ficar quietinha ali no esqueminha família doriana? E no balanço das ondas, lá fui eu pro mercado outra vez... na prateleira como todos.. tipo esperando alguem comprar o produto. Foi ai que percebi que por aquela coisa mal ajambrada, o diginíssimo soutien, que "tinha" sido queimado em praça público por uma MALUCA, é que eu estava pagando o pato, tive que dar conta da tal liberdade que ela cavou la atras quando quis independencia ou morte, quando queimou a merda do soutien. Entao.. estava eu, ex santa, mãe, MULHER, assalariada, 30 horas extras(igual Unibanco) Plugada a 3000 volts , sem tempo de deitar, respirar e sem viajar naquele meu canto azul e, SOZINHA. Caramba!!!!
Por conta da tal revolucionária, que ja passou desta pra melhor... eu lavo, passo, (MENTIRAAAAAA!!! não passo nada, jamé)cozinho,troco lampadas, mato barata, toco lagarticha pra fora de casa(morro de nojooooooo),mudo tomada queimada...troco gas, vou ao supermercado, padaria, faço a feira.


Daí fiquei pensando...



Isso é bom???


Sabe a resposta que consegui: Sei la, entende!!?? Nem eu!
Só sei que a tal... do queimão... nao fez hora extra em nada né!? (rs)

eu, Lila hoje, adoro um SOUTIEN bem feminino, cheio de detalhes, bem sensual....



Curiosidade: A tal queima do soutien nao aconteceu, ok!? clica aqui

4 comentários:

  1. comento.
    (...)
    puxa! Lila...quero replicar esse texto.
    ops...desculpe, tudo bem? (ferias dão nisso)
    obrigado por passar lá pelo blog...e pelo dignissimo comentario.
    Sabe, a tal Betty, a Friedman, vi uma entrevista (acho que foi a ultima antes de morrer, mas vi ha pouco, fim de 2009), e ela mesma disse que 'o mundo' entendeu errado a briga iconizada pelo soutien (tanto que um movimento pró-amélia).
    Acontece...que ela iniciiou essa briga em um terreno que souberam aproveitar ao máximo a coisa, isso se ainda não teve mãos mágicas ajudando furtivamente a tal empenho.
    O fato é que em um mundo que crescia desenfreadamente, era preciso retirar as mulheres de casa e de sua condição procriadora...e não é que a Betty veio a 'calhar'! A Liberdade (isso só já dá bons posts) que propunha e pleiteava não era essa que a mulher 'exerce' (onde? nas delegacias de violencia a mulher? ou cadavéricas propiciada pelos 'amantes' maravilhosos (e lindissimos) como Mizael?). Nem mesmo o perfil doriana era para ser quase radicado...mas...a coisa 'degringolou'. Hoje vivemos essas estapafurdias sociais...sem controle e sem conexão com nada a que chamam de modernismo ou anos alguma coisa (to pra vê se terá algum almanaque dessa ultima decada!)Nâo sou machista, longe disso...(é só ver minha apologia ao sexo lindo que é a mulher). Os homens, coitadas, já mal conseguem escapar da sedução feminina ainda lidam com a manipulação da midia...e dá nisso...um bando de sujeitos que envergonham 'minha categoria'. Mas...se largarmos as convenções sociais...as ridículas...a cumplicidade, amizade, completude e o amor podem sim ter espaço para não só respirar, mas para viver entre duas pessoas (e aqui sim, conservadorismo) do sexo oposto.
    Matar barata?...pois é...
    bj
    boa semana
    Julio

    ResponderExcluir
  2. Menina, e não é que eu também sou homem pra caramba,mesmo sendo muito feminina??? Oh,,, o que seriam de nós, se fóssemos mulheres,,rsrsrsrs,,, Também troco lâmpadas, carrego botijão de gás cheio e o troco, instalo chuveiro e outras cositas mas....Mas, devo confessar que, com toda essa masculinidade, ainda tenho medo de baratas. Mas, queimar soutien?? quem me perguntou se podia??
    Eu nao uso, mas sou a favor deles rsrsrsrsr
    beijos,

    ResponderExcluir
  3. è Isso ai Lila, esta indo muito bem,podes crer, quando fechamos os olhos e olhamos para dentro de nós, achamos a explicação para muitos sucessos e insucessos, muitas vezes o espelho, e muita luz misturada com a vaidade, obstrui nossa visão real, e não enxergamos nada.

    Kaskero

    ResponderExcluir
  4. Vi a mulherada queimando os sutiãs.
    Mas, se quer saber, essa tal de libertação feminina foi um belíssimo tiro no pé.
    Prontofalei.

    Bjemeama

    ResponderExcluir

Adoro ler seu comentário. Isso me deixa muito mais feliz. Obrigada!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Atalho do Facebook